terça-feira, 24 de junho de 2008

Estratégias para desenvolver competências e habilidades de pesquisa

Gostaria de colocar aqui neste espaço, estratégias para tentarmos conter o copiar e colar dos nossos alunos.
Temos que criar estratégias para que eles aprendam a pesquisar e não mais copiar textos na integra e achar que isso seja uma pesquisa.
Deixo aqui algumas questões:

Nós professores realmente ensinamos aos nossos alunos a pesquisar?
O que é pesquisar para nós professores?
Quais são nossos objetivos nessa pesquisa?
Temos alguma responsabilidade nessas cópias pela internet?

Essas são algumas reflexões que deixo para os professores pensarem sobre suas responsabilidades quanto as pesquisas de nossos alunos.
Uma das maiores vantagens da Internet é que ela é uma ferramenta que fornece acesso a uma enorme quantidade de informações que estão disponíveis em todo o mundo.

Segundo Bill Gates,a internet permitirá a exploração interativa de estudantes e professores aumentando e disseminando as oportunidades educacionais e pessoais, inclusive daqueles estudantes que não puderam estudar nas melhores universidades e escolas. Porém, ele adverte que para extraírmos os benefícios do uso das redes, precisamos encarar o uso dos computadores nas escolas e nas salas de aula de forma diferente.
Cabe a nós criarmos essa nova forma de utilização da informática nas escolas. Para que os alunos sem acesso a livros e todos os tipos informações. Podendo com isso tirar proveito dessa tecnologia hoje disponível nas escolas para o seu aprendizado e podendo assim competir no mercado de trabalho.

A Internet é um meio que poderá conduzir-nos a uma crescente homogeneização da cultura de forma geral e é, ainda, um canal de construção do conhecimento a partir da transformação das informações pelos alunos e professores.

Aprendizagem colaborativa é muito mais significantiva quando os estudantes podem trabalhar com alunos de outras culturas, podendo entender e perceber novas e diferentes visões de mundo, ampliando, assim, seu conhecimento.

Os estudantes trabalhando como colaboradores em projetos dentro ou fora das escolas podem medir, coletar, avaliar, escrever, ler, publicar, simular, comparar, debater, examinar, investigar, organizar, dividir ou relatar os dados de forma cooperativa com outros estudantes. Porém, é importante lembrar que os professores devem trabalhar com metas comuns e que a colaboração em sala de aula é o primeiro passo em direção à cooperação global.

Um comentário:

Michel Dela Vecchia disse...

Pois é Laura, Não temos a cultura do "construir", apenas do "reproduzir", e isso se perpetua em nossas escolas.
Sou professor em uma escola particular e sinto na pele isso quando passo algum trabalho de pesquisa para meus alunos.
O que contribui em muito para isso, são aqueles professores(?) que passam o trabalho e dão a nota pela capa e pelo volume de páginas, critérios bastante discutíveis.
Falta também nas escolas, a disciplina de metodologia ciêntífica, que a meu ver seria bastante útil, pois mostraria aos alunos como realizar bem uma pesquisa, e os prepararia para as exigências do nível superior, evitando tanto "copia e cola".
Gosto de apresentações de seminários, que exigem pelo menos a leitura prévia do assunto a ser apresentado em sala.

Visite o nosso blog: